Apreensão de menores cresce 38% em 5 anos; número chega a 23 mil

Num intervalo de cinco anos, a quantidade de adolescentes brasileiros em unidades para infratores cresceu 38% –atingindo cerca de 23 mil. A informação consta de levantamento preliminar do governo federal obtido pela Folha, com dados do final de 2013, os mais recentes. Ele revela um ritmo de apreensões de jovens semelhante ao de prisões de adultos no país. O Brasil mantinha dois anos atrás 557 mil pessoas em presídios, um crescimento de 41,5% se comparado a 2008. O levantamento mostra que a minoria dos adolescentes foi apreendida por crimes contra a vida, como homicídio. Roubo e tráfico lideram entre os principais motivos. Os resultados serão divulgados neste mês pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, para quem eles reforçam a oposição à ideia de baixar a maioridade de 18 para 16 anos. *Informações da Folha.
Compartilhe no Google Plus