Até eu peço desculpas, diz Gabrielli após balanço da Petrobras


Foto: Divulgação
Ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli
Presidente da Petrobras de 2005 a 2012, ou seja, por quase todo o período sob investigação da Polícia Federal, iniciado um ano antes, José Sérgio Gabrielli se disse tão constrangido quanto o atual presidente da companhia, Aldemir Bendine, que pediu desculpas ao revelar, durante a divulgação do balanço de 2014 da companhia, as perdas de R$6,2 bilhões com corrupção. O ex-presidente, porém, mantém a tese de que a corrupção teria sido praticada de alguns funcionários e um grupo de empreiteiras. Em entrevista ao Estado de S. Paulo, Gabrielli pediu desculpas. “Até eu peço desculpas, porque criou-se uma situação que ninguém podia imaginar. Se tem um diretor que confessa o que fez, tem que pedir desculpas, é lógico”, disse.
ESTADÃO
Compartilhe no Google Plus