Cunha diz que Câmara está em “processo de independência”

Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB)
Entrevistado na manhã desta segunda-feira (13) pela rádio Metrópole, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), comentou a comparação de participação política no governo, que tem sido feita entre ele e presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), e o trabalhos desempenhados na Casa durante o período que está no comando da mesma. “Quando eu estava em período de campanha eu defendia uma Câmara independente, uma Câmara que não fosse submissa ao governo, mas que não afetasse a governabilidade. Ontem saiu uma pesquisa no Datafolha que a reprovação à Câmara e bem menor do que a reprovação ao próprio poder executivo. Mostrando que a agenda do legislativo própria, ela ganhou força na sociedade. Certamente, o presidente Renan Calheiros passou a adotar o mesmo princípio. Consequentemente, a impressão que a sociedade teve é que a Câmara e o Senado estão num processo próprio que independe da governabilidade”. O peemedebista ainda criticou a situação, afirmando que a independência da Câmara e do Senado é devido a uma série de erros e precipitações do governo. “O governo errou muito, primeiro tentando criar um partido fictício, que estimulou a saída de parlamentares de outros partidos. Isso era um plano claro para enfraquecer o PMDB. O resultado disso, foi um desastre. O governo foi perdendo debate do processo político”, pontuou.
POLÍTICA LIVRE
Compartilhe no Google Plus