Mulher mata mãe de santo e alega que vítima fez 'feitiço' contra loja dela





Acusada está presa.(Foto:Calila Notícias)
A prisão de uma comerciante de 43 anos e de uma dona de casa de 23, suspeitas de matarem a mãe de santo Ivanir de Almeida Pereira, foi anunciada pela Delegacia Territorial (DT) da cidade de Euclides da Cunha, a cerca de 310 quilômetros de Salvador, na manhã desta quinta-feira (23). A vítima foi encontrada estrangulada no interior da casa onde morava, no Jardim das Acácias, em 11 de abril. Durante anos, a comerciante foi filha de santo de Ivanir, mas passou a frequentar outro terreiro, na cidade vizinha de Quijingue, na Bahia, pertencente a um pai de santo conhecido como Zé. Conforme a polícia, em depoimento, a suspeita disse que o negócio que comandava passou a dar prejuízo e que, segundo o pai de santo, o motivo eram os trabalhos feitos contra ela pela mãe de santo. Através da assessoria da Polícia Civil, o delegado Paulo Jason Falcão, titular da unidade policial, disse que a comerciante deduziu que com a morte de Ivanir, seus problemas financeiros acabariam. No dia do crime, a comerciante pediu à dona de casa que fosse à residência da vítima, que estava à venda, mostrando-se interessada pelo imóvel. A comerciante permaneceu distante algumas quadras aguardando as mulheres entrarem no imóvel. Sem ser percebida pela mãe de santo, a suspeita entrou também na casa, trancou a porta e, usando uma corda que trazia na bolsa, estrangulou a mãe de santo, que morreu no local. Ainda segundo informações da Polícia Civil, uma testemunha teria visto a vítima conversando com uma das suspeitas na data em que foi encontrada morta. Ainda de acordo com a polícia, a comerciante foi presa no dia 14 deste mês, quando já estava com as malas prontas para fugir para São Paulo (SP). Já a dona de casa, foi presa no dia 17 de abril. Ela informou em depoimento à polícia que não sabia das intenções da amiga. *Informações do G1
.
Compartilhe no Google Plus