Presidente da Petrobras pede desculpas pela corrupção: ‘Sentimento de vergonha’



Presidente da Petrobras pede desculpas pela corrupção: ‘Sentimento de vergonha’
Foto: Divulgação / Petrobras

Durante apresentação do balanço financeiro da Petrobras, nesta quarta-feira (22), o presidente da companhia, Aldemir Bendine, pediu desculpas à população "em nome dos funcionários" por causa do esquema de corrupção descoberto pela Polícia Federal, que causou perdas bilionárias à estatal. As demonstrações contábeis auditadas referentes ao ano de 2014 e ao primeiro trimestre de 2015 indicam perdas de R$ 6,194 bilhões relacionados à corrupção e reavaliação de R$ 44,345 bilhões de ativos, totalizando um prejuízo de R$ 21,587 bilhões. Bendine disse que há um "sentimento de vergonha" em relação às perdas, mas que este seria uma "página virada" na história da empresa. "Há um sentimento de vergonha por esses malfeitos que ocorreram, e não tivemos uma clarividência se de dentro para fora ou se de fora para dentro", discursou o presidente da Petrobras. Nos momentos finais do anúncio, que durou quase duas horas, Bendine enumerou os principais dados operacionais, como argumento para se "acreditar na Petrobras" – entre eles, reserva, taxa de sucesso exploratório, retorno aos investidores e geração de valor. "A empresa não vai entrar em paralisia. É uma página virada nesse capítulo triste, mas temos confiança de que vamos conduzir a empresa a uma nova fase", declarou.
Compartilhe no Google Plus