Secretária de Luiz Argôlo será ouvida na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba

Secretária de Luiz Argôlo será ouvida na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba
Foto: Salmo Duarte / Agência RBS
A secretária do ex-deputado Luiz Argôlo (SDD-BA), Élia Santo da Hora, será ouvida na primeira etapa de depoimentos dos presos na 11ª fase da Operação Lava Jato. Detida na manhã desta sexta-feira (10), a funcionária será ouvida juntamente com Leon Vargas, irmão do ex-deputado André Vargas, Ricardo Hoffman, diretor de uma agência de publicidade, e Ivan Vernon Gomes, ex-assessor do ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE). Os depoimentos serão tomados na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. Segundo o site G1 Paraná, os quatro têm mandados de prisão temporária, cujo prazo vence cinco dias após a execução. Vargas e Argôlo, que estão em Curitiba, e Corrêa, preso em Pernambuco, devem ser ouvidos na próxima semana. Segundo a Polícia Federal, a nova fase não tem ligação com o esquema de fraudes de licitação, mas todos os suspeitos são ligados ao doleiro Alberto Youssef, apontado como o líder do esquema bilionário.
BAHIA NOTÍCIAS
Compartilhe no Google Plus