Comissão da Câmara adia novamente votação do relatório da reforma política

Mudança foi informada pelo presidente da comissão, Rodrigo Maia (DEM-RJ)
A votação do relatório da reforma política na comissão especial da Câmara dos Deputados foi adiada novamente e deve começar na próxima segunda-feira (25). A mudança foi informada pelo presidente da comissão, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que reabriu os debates na comissão e disse que nada será decidido sem a garantia de ampla discussão dos temas da reforma. Segundo Maia, houve uma reunião na manhã de hoje (19) e foi feito acordo com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para que o relatório não seja levado a plenário sem que haja votação na comissão especial. Maia espera começar a votação na tarde de segunda-feira (25) e finalizar na terça-feira (26). “O presidente não avocará o plenário sem a aprovação na comissão. Isso está ajustado”, disse Maia. Ontem (18), Cunha defendeu levar a proposta diretamente para apreciação do plenário, na próxima semana. O relator da proposta de reforma política, deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), disse que as críticas feitas ontem por Cunha ao seu parecer foram desrespeitosas e contou sobre o resultado da reunião de líderes com o presidente da Câmara. “Chegamos a um entendimento de as lideranças discutirem e debaterem para ver se formamos um consenso maior, além do que já temos na comissão de reforma política para, a partir de segunda, podermos votar um relatório que tenha viabilidade para ser aprovado e para melhorar nosso sistema eleitoral”, disse. 
Compartilhe no Google Plus