Marcelo Nilo amplia espaços e filha é nomeada na Sema

Foto: Ag. A Tarde
Presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo (PDT)
O possível rompimento do PDT com o PT a nível nacional, se acontecer, não deve atingir a aliança entres as legendas na Bahia. A afirmação é do presidente da Assembleia Legislativa, o pedetista Marcelo Nilo, e, pelo visto, faz muito sentido. Nos bastidores políticos, afirma-se que os pedetistas continuam com a corda toda dentro do PT baiano e exemplos disso seriam as nomeações recentes de pedetistas, como a do baiano Severiano Alves, que já sentou na cadeira da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Bahia (STRE-BA), ligado ao Ministério do Trabalho, e, da filha de Nilo, a veterinária Renata Pinto Santana Nilo.Renata passará a ocupar o cargo de assessora especial do gabinete da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema). Antes, ela era assessora técnica da Superintendência de Estudos e Pesquisas Ambientais da Sema. A exoneração e a nomeação de Renata foram publicadas no Diário Oficial do Estado da última terça-feira (12). Na lista de pedetistas ou pessoas ligadas a pedetistas que emplacaram cargos, estão José Pirajá Filho e Guilherme Bonfim. Eles foram nomeados, respectivamente, a primeiro e segundo suplentes do Conselho do Meio Ambiente, órgão também vinculado à Sema. José Pirajá também é o atual chefe de gabinete da Secretaria de Agricultura (Seagri), chefiada por Paulo Câmera, deputado estadual licenciado pelo PDT. Já Bonfim é filho do ex-deputado e atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o pedetista João Bonfim. A Seagri tem ainda outro pedetista em bom cargo: Ramon Fernandes, diretor geral do gabinete, e filho do deputado estadual Euclides Fernandes. Leia mais na Tribuna da Bahia.(politicalivre.com.br)
Compartilhe no Google Plus