Sandro Régis cobra do governo salário atrasado dos terceirizados


Em pronunciamento na sessão plenária desta terça-feira, 12, da Assembleia Legislativa, o líder da oposição, Sandro Régis (DEM), cobrou do governo o pagamento dos salários atrasados dos servidores terceirizados do estado, alguns sem receber há três meses. " O governo precisa encarar essa questão com mais responsabilidade", alertou Régis, dizendo que é inadmissível que se atrase justamente o pagamento dos trabalhadores que recebem um salário mínimo, a exemplo de merendeiras de escolas e porteiros.  "Isso é uma desumanidade. São pessoas que usam o salário praticamente para comprar alimentos", ponderou, acrescentando que a situação dessas famílias se agravou ainda mais com os aumentos nas contas de água e luz. "Sem falar que com a inflação do PT, cada semana o preço da feira aumenta", criticou. 
Sandro Régis lembrou que, por conta disso, os parlamentares governistas sentiram-se constrangidos na sessão itinerante realizada na semana passada em Santo Antônio de Jesus, quando foram solenemente vaiados por servidores terceirizados que protestavam contra os salários atrasados. O parlamentar fez ainda referência às obras paralisadas em 129 municípios baiano -a maioria nas áreas essenciais de educação e saúde  -  também porque o governou deixou de repassar recursos às construtoras. " São cerca de 193 obras paralisadas e um débito de mais de R$ 200 milhões", indignou-se.

Comunicação   LIDERANÇA DA OPOSIÇÃO / MINORIA
Compartilhe no Google Plus