Uso de drogas pode ser detectado através da impressão digital



Uso de drogas pode ser detectado através da impressão digital


Um teste rápido, desenvolvido por cientistas britânicos, promete revelar de forma rápida o uso de drogas, sem métodos invasivos, através da coleta de impressões digitais. A análise detecta a presença de duas substâncias químicas produzidas no momento em que a cocaína é quebrada no corpo: a benzoilecgonina e a metilecgonina. O estudo, elaborado por pesquisadores da Universidade de Surrey, foi detalhado na publicação científica Analyst, da Real Sociedade de Química britânica. Os cientistas afirma que o teste por ser útil em prisões e em clínicas para o tratamento de viciados e até verificações de rotina no ambiente de trabalho. O método é muito mais difícil de trapacear que os atuais exames de saliva, urina e sangue, já que a identidade da pessoa testada está embutida na amostra. O problema é o tamanho do equipamento, equivalente a uma máquina de lavar roupas, e o custo, de quase R$ 1,9 milhão. De acordo com os pesquisadores, as duas substâncias químicas são produzidas quando a cocaína é quebrada pelo corpo, e podem ser liberadas em pequenas quantidades no suor. Nos experimentos, cientistas examinaram essas amostras usando um espectrômetro de massa, que detecta substâncias a partir da medição de sua massa atômica e análise de sua estrutura química. O resultado do exame é semelhante a um de sangue convencional. "Estes resultados oferecem oportunidades animadoras para o uso de digitais como novo meio de amostragem para detecção segura e não invasiva (de uso de drogas)", escreve a equipe.

(Bahianotícias).
Compartilhe no Google Plus