Vícios em videogame e pornografia online geram 'crise de masculinidade


Foto: Reprodução / Bloomberg
 
O psicólogo Phillip Zimbardo, professor emérito na Universidade Stanford, alerta que os homens jovens estão enfrentando uma "crise de masculinidade" provocada por vícios em videogames e pornografia online. O diagnóstico foi apontado após pesquisas realizadas com 20 mil jovens, publicadas no livro "Man (Disc)connected" ("Homem (Des)conectado", em tradução livre). "Nosso foco é em homens jovens que jogam videogames em excesso, e o fazem em isolamento social. Eles ficam sozinhos em seus quartos", disse Zimbardo à BBC. De acordo com o professor, com pornografia gratuita disponível, os homens estão combinando o videogame e, como pausa, vendo em média duas horas de pornografia por semana. Com isso, existe a "crise", com um alto número de casos de pessoas sofrendo de uma "nova forma de vício" com uso excessivo de videogames e pornografia. Esse vício reflete em problemas no desenvolvimento social e nas conquistas acadêmicas. "Para mim, excesso não está no número de horas, mas na mudança psicológica na mentalidade. Dessa forma, quando estou na aula, eu gostaria de estar jogando 'World of Warcraft'. Quando estou com uma garota, gostaria de estar assistindo pornografia, porque eu nunca seria rejeitado", explica o professor. Este é um novo fenômeno que afeta as mentes dos jovens e muda o centro de recompensas do cérebro, produzindo um tipo de excitação e dependência.
Compartilhe no Google Plus