Geddel critica governos petistas e diz que há 'estelionato eleitoral' na Bahia

Geddel critica governos petistas e diz que há 'estelionato eleitoral' na Bahia
Foto: Bruna Castelo Branco / Bahia Notícias
Líder do PMDB na Bahia e figura influente no partido em âmbito nacional, Geddel Vieira Lima conversou com o Bahia Notícias sobre a articulação do partido com o Planalto e no Congresso, comentou a Operação Lava Jato e seus reflexos em grandes empresários, como no caso do presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, preso na sexta-feira (19). Crítico ferrenho do governo petista, o político vê Rui Costa, à frente do Executivo baiano há seis meses, como um pedreiro, por se ater a possíveis vazamentos e falta de ladrilhos de escolas do interior. Geddel se diz à procura de uma aliança capaz de retirar os petistas do poder e já conversa com o prefeito de Salvador, ACM Neto, para formar essa coalizão a partir das eleições de 2016. Apesar das negociações, o empresário não dá certeza sobre a filiação do democrata ao PMDB, mas diz ter assegurado ao prefeito: “Se você vier, você é o nosso candidato a prefeito em 2016, contando com meu entusiasmo, meu apoio e meu engajamento total e absoluto”.

BAHIA NOTÍCIAS
Compartilhe no Google Plus