Nilo se reúne com direção nacional do PL: 'chance de eu sair é muito grande'


Nilo se reúne com direção nacional do PL: 'chance de eu sair é muito grande'
Foto: Cláudia Cardozo / Bahia Notícias
O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Marcelo Nilo (PDT), reuniu-se na noite desta segunda-feira (29) em Brasília com a coordenação nacional responsável pela refundação do Partido Liberal (PL). A expectativa de Nilo, pouco antes de o encontro acontecer, às 18h30, era de que a discussão fosse decisiva.  “Não tomarei nenhuma medida sem conversar com presidente nacional do partido, Carlos Lupi”, pontuou Nilo,cuja saída do PDT é especulada há meses por conta de conflitos internos, sobretudo a divergência com o deputado federal Félix Mendonça Jr.. “A chance de eu sair é muito grande se for criado esse partido. Mas ainda não bati o martelo, tenho que conversar com Lupi, uma pessoa a quem tenho muito respeito”, disse. Apesar de considerar que será acompanhado pela “maioria dos deputados do PDT”, caso efetive sua saída, Nilo minimiza a importância da disputa pelo comando estadual do partido,também na mira de Félix. “O problema do comando do partido não tenho mais nada a ver. Vou desejar sucesso a quem ficar no partido, não vou me intrometer na direção do partido”, disse. Segundo o titular da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), Nestor Duarte, um documento formal chegou a ser encaminhado para Lupi para discutir o problema da Executiva estadual.

Foto: Manu Dias/GOVBA | Divulgação/Seagri
“Ou se faziam critérios para ter uma eleição com liberdade de escolha, e aí vence o nosso grupo, ou nos seria dada a presidência. Ele [Nilo] aceita outro deputado, algum nome do nosso grupo, mas não aceita que seja pelo deputado Félix. Nem ele aceita o Félix, nem o Félix aceita ele”, explica. Segundo Duarte, já está explicitada a debandada que pode acontecer com a mudança de Nilo para o PL. “Dos 48 prefeitos, 40 estão conosco; dos 15 membros da Executiva, 12 estão conosco e os cinco deputados estão conosco”, aponta o secretário, que acrescentou que Nilo foi escolhido para liderar a articulação do PL e representar o grupo nas tratativas com o PDT. “Nossa prioridade é ficar no PDT, unidos por uma linha. A linha majoritária quer ficar com o governo e uma minoritária que quer apoiar uma aliança com o DEM, com a prefeitura de Salvador, o que nós respeitamos”, detalha. O secretário estadual de Agricultura (Seagri), Paulo Câmera, também se alinha com “a maioria”. “Estou dando uma olhada nesse assunto, estamos observando isso. De um lado, estou como secretário e agora que comecei a voltar e ainda vou de uma forma muito clara de declarar minha postura. Amanhã vou conversar com nosso presidente, temos estado muito tempo juntos. Acho que se não for hoje [uma posição mais definitiva sobre o PL], deve decidir amanhã, e eu vou junto com a maioria”, garantiu Câmera, que não vê possibilidades de conflito com o governo estadual caso a transferência de fato ocorra. “Nunca. Nós somos do governo, junto com Marcelo e outros. Nada de mudança do que nós estamos juntos desde o início”, disse ele, que acrescentou que “dificilmente” a permanência na base do governador Rui Costa entre em pauta.

BAHIA NOTÍCIAS
Compartilhe no Google Plus