Oposição reflete sobre a crise e diz que a saída é novo modelo de gestão

16943957257_dd70849cd6_o

A bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia está preocupada com o clima de instabilidade no país e, sobretudo, com a crise econômica que vem afetando de forma visível a vida do brasileiro e especialmente da população da Bahia, estado que registrou no primeiro semestre de 2015 um dos mais altos índices de desemprego do país. O líder do bloco que congrega seis partidos – DEM, PSDB, PMDB, PV, PSC, PRB – o democrata Sandro Régis, lembrou que no primeiro trimestre desse ano a taxa de desemprego na Bahia, segundo dados do IBGE, foi de 11,3%, a segunda maior do país, perdendo apenas para o Rio Grande do Norte onde o índice ficou em 11,5%. ” A média nacional nesse mesmo período, foi de 7,9%”, informou o deputado, frisando que o número de desempregados no país atingiu a soma recorde de 8,2 milhões de brasileiros. “Na Bahia, o número de trabalhadores que perderam o emprego no primeiro trimestre de 2015 já ultrapassava a marca dos 840 mil”, preocupou-se.
Para o parlamentar, esse quadro se agrava ainda mais com a escalada da inflação que afeta o orçamento das famílias, gerando angústias e incertezas com relação aos rumos que o Brasil vai tomar. “Isso sem falar na crise moral por conta dos escândalos de corrupção que assolam o país e a falta de credibilidade que o governo do PT vem gerando na sociedade”, frisou Sandro Régis, refletindo que a saída para que o país saia da crise está, de fato, num novo modelo de gestão que resgaste a fé e a confiança do brasileiro na capacidade de crescimento do país, na governabilidade e no recuperação da sua credibilidade junto à comunidade internacional.
Fonte: Assessoria
Compartilhe no Google Plus