Vitória de Cunha mostra grande habilidade, diz cientista político


Presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ)
A aprovação do texto mais brando da PEC 171, da redução da maioridade penal, é mais uma mostra da incrível habilidade política do presidente da Câmara, Eduardo Cunha. A avaliação é do cientista político e professor do Insper, Humberto Dantas. “Ainda há o questionamento se o que ele fez é legal, mas pelas análises que vi do regimento interno, me parece que sim. É do jogo político e, politicamente, ele jogou muito bem, mostrou novamente que tem uma habilidade incrível”, avalia. Dantas não entra no mérito da redução em si, mas aponta que o episódio evidencia a capacidade e Cunha de avaliar agendas dos parlamentares e da sociedade e de conseguir aprovar matérias. “Ele foi capaz de depois da derrota do texto intermediário (na semana passada), entender o regimento e passar um texto mais brando. Eu até sou contrário pessoalmente à redução, mas isso não cabe a mim. A sociedade é favorável e o Cunha sobre aproveitar o momento no parlamento. É uma coisa fantástica como ele conhece o regimento e sabe interpretar, é inegável que é uma pessoa tecnicamente preparada para exercer o cargo.” Sem uma tese específica de como Cunha consegue angariar tamanho apoio, Dantas também ressalta a clara capacidade do presidente da Câmara de conquistar apoio dos parlamentares. “Ele tem nas mãos dele, não sei que tipo de instrumento de convencimento, mas ele tem obviamente essa capacidade de ação muito forte.”
Estadão
Compartilhe no Google Plus