Deputados cobram do governo ações efetivas para regatar a lavoura cacaueira



Os problemas enfrentados pela lavoura cacaueira na Bahia foram debatidos nesta segunda-feira, 17, durante reunião entre o presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Lavoura Cacaueira, deputado federal Félix Mendonça Júnior (PDT-BA), o líder da oposição na Assembleia Legislativa, Sandro Régis (DEM), o líder do PSDB na Alba, deputado Augusto Castro, o representante do Instituto Pensar Cacau - IPC, Dorcas Guimarães e o ex-presidente do CCPC - Conselho Consultivo dos Produtores de Cacau do Brasil, o ex-deputado Ewerton Almeida.
Para o líder Sandro Régis o governo precisa sair do discurso e apontar efetivamente um novo caminho para a recuperação da lavoura cacaueira. " Os produtores de cacau, que já enfrentaram o terrível ciclo da vassoura de bruxa, estão cansados de promessas e querem agora ações concretas do governo", pontuou Régis, que também é produtor e fala com a experiência dos que vivenciam as dificuldades do cultivo. O deputado Augusto Castro, que é originário da região cacaueira da Bahia, mostrou-se preocupado com o endividamento dos agricultores e com a falta de crédito que impede novos investimentos na lavoura e provoca danos à economia da região.
 " O governo do Estado precisa ser mais efetivo na busca de ações e recursos federais que resgatem a cultura do cacau e a economia da região", cobrou Castro. Segundo o ex- deputado Ewerton Almeida, já são mais de 300 mil desempregados em toda região cacaueira da Bahia, sem falar nos milhares de trabalhadores rurais que continuam migrando para viver em condições precárias nas periferias das cidades.

Compartilhe no Google Plus