EMPRESA DE LULA LEVOU R$ 10 MILHÕES DE EMPREITEIRAS INVESTIGADAS

LULA FATUROU MAIS DE R$27 MILHÕES DESDE QUE DEIXOU A PRESIDÊNCIA
EMPRESA DE LULA LEVOU R$10 MILHÕES DE EMPREITEIRAS DA LAVA JATO. FOTO: ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO CONTEÚDO
A revista que circula este fim de semana Veja revela que a empresa LILS, criada para gerenciar a "carreira" de palestrante do ex-presidente Lula recebeu R$ 27 milhões de reais em apenas quatro anos, dos quais R$ 10 milhões vieram de empreiteiras investigadas na Lava Jato. De acordo com a publicação, a relação íntima de Lula com a Odebrecht ficou novamente em evidência pela divulgação de um diálogo entre ele e um executivo, Alexandrino Alencar, gravado legalmente por investigadores da Lava-Jato. Os dois falam sobre as repercussões da defesa que o herdeiro e presidente da empresa, Marcelo Odebrecht, também preso, havia feito das obras no exterior tocadas com dinheiro do BNDES. Os investigadores da Polícia Federal concluíram que a preocupação evidencia uma "considerável relação" de Alexandrino com o Instituto Lula.
De abril de 2011 até maio deste ano, LILS teve uma movimentação de R$ 52 milhões de reais recebendo dinheiro de diversas empresa, mas as líderes são: Odebrecht, Andrade Gutierrez, OAS e Camargo Corrêa. As transações atípicas foram listadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), do Ministério da Fazenda. O relatório sobre a LILS foi encaminhado à Polícia Federal, à Receita Federal e ao Ministério Público, e classifica a movimentação financeira da empresa de Lula como incompatível com o faturamento. Para os analistas, "aproximadamente 30%" dos valores recebidos pela empresa de palestras do ex-presidente foram provenientes das empreiteiras envolvidas no escândalo do petrolão.
A revista ainda publicou um vídeo de uma "palestra motivacional" de Lula a operários do estaleiro Quip, obra da Queiroz Galvão, UTC, Iesa e Camargo Corrêa, com financiamento do BNDES aprovado enquanto Lula era presidente. Pela palestra de cerca de meia hora, a empresa de Lula ganhou mais de R$ 378 mil, algo como R$ 13 mil por minuto de discurso (assista ao vídeo abaixo).

DIÁRIO DO PODER
Compartilhe no Google Plus