Páscoa gera 600 empregos temporários na Bahia

Páscoa gera 600 empregos temporários na Bahia
O aumento na busca por ovos e outros produtos de chocolates no período da Páscoa fez com que centenas de vagas temporárias fossem abertas em todo o país. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), a data comemorativa deve gerar 29 mil postos de trabalhos temporários em todos os estados brasileiros – cerca de 4 mil deles no Nordeste, que é responsável por 14% do mercado consumidor de chocolate no país. Na Bahia, cinco das maiores marcas produtoras de chocolate no estado já anunciaram a contratação de quase 600 temporários. De acordo com o jornal A Tarde, no geral, o trabalho é destinado para maiores de 18 anos, com ensino médio completo e perfil comunicativo.
Compartilhe no Google Plus