Governo do estado se compromete em ajudar a Mirabela, diz deputado

 
 
O deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB-Bahia) afirmou nesta quarta-feira (3/02) em Salvador, que o governo do estado se comprometeu a ajudar a empresa Mirabela Mineração do Brasil, localizada em Itagibá, com sua possível inclusão no Programa Desenvolve Bahia, sugerida pelo deputado baiano. “Isto permitirá à empresa continuar explorando e exportando o seu principal produto, o concentrado de níquel, e garantirá a manutenção dos empregos na região”, concluiu o deputado. Satisfeito com o resultado dos encontros em Salvador, o prefeito Marcos Barreto (Marquinhos) demonstrou seu agradecimento aos esforços do deputado para viabilizar a permanência da mineradora em Itagibá. “Fica garantida a sua permanência na região e a manutenção de mais de 1 mil empregos gerados pela mineradora”, que passa por dificuldades econômicas devido à queda do preço do produto no mercado internacional.
 

A mineradora é fundamental para o desenvolvimento socioeconômico de Itagibá e demais municípios próximos, como Ipiaú. Os royalties da exploração são destinados à prefeitura de Itagibá, exercendo grande influência em sua receita em média (R$ 300 mil/mês apenas em Itagibá). A empresa também é responsável por 30% das exportações do Porto de Ilhéus. Opera na região desde 2009. A boa notícia ocorreu logo após reuniões do deputado com os secretários de Desenvolvimento Econômico, Jorge Hereda, e Manoel Vitório, secretário da Fazenda. Na reunião com o secretário Hereda, participaram além do prefeito de Itagibá, a diretora-executiva da Mirabela Nickel Ltda, Maryse Belanger, e Milson Mundim, diretor financeiro. “Com a adesão ao programa Desenvolve Bahia, a Mirabela conseguirá obter créditos necessários ao seu desempenho, sem afetar sua produção e afastando o fantasma das demissões que poderiam ocorrer caso a empresa não conseguisse este apoio do governo do estado”, esclareceu o deputado Davidson Magalhães à saída das audiências. 

Do Giro em Ipiaú //
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário