Advogado pretende intensificar luta contra a poluição sonora em Ipiaú


A cada dia a população ipiauense sente-se vitimada pela desenfreada poluição sonora, sobretudo aquela proveniente de carros de som que veiculam publicidade de estabelecimentos comerciais, espetáculos culturais e esportivos, atos políticos e até mesmo eventos religiosos. Recentemente o excesso de ruídos originários desses veículos tem extrapolado todos os limites permissíveis. Como se não bastasse a barulheira habitual um circo que esteve armado na cidade propagou seus espetáculos utilizando uma sequencia de até cinco camionetas com sonoridade em alto volume. A poluição desenfreada provoca efeitos negativos para o sistema auditivo das pessoas. A irritação é geral. Foi em atendimento a uma série de denúncias envolvendo irregularidades cometidas contra o meio ambiente, notadamente contra a paz e o silêncio da comunidade ipiauense que o advogado Paulo Gomes resolveu adotar atitudes enérgicas contra a poluição sonora na cidade. Ele tem promovido reiteradas denuncias contra o problema e assim aderido ao bom combate. Paulo Gomes explica que “constitui crime ambiental causar poluição de qualquer natureza, inclusive poluição sonora em níveis que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana”.

Giro em Ipiaú.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário