Mirabela não encontra solução para crise e mais uma vez demite todos os funcionários

A direção da Mirabela Mineração do Brasil, situada na zona rural de Itagibá, comunicou na tarde desta quarta-feira (06) que todos os funcionários estariam de aviso prévio a partir dessa quinta-feira (07). A informação foi confirmada ao GIRO por um dos representantes da empresa. A notícia foi passada aos trabalhadores através do sindicato da categoria. Essa é a segunda vez em menos de dois meses que a empresa emite aviso prévio aos funcionários. O primeiro anuncio foi feito no dia 17 de fevereiro. Próximo do vencimento, esse prazo foi prorrogado devido a continuidade nas negociações com o governo do estado que chegou a fechar um acordo com os representantes da mineradora numa reunião realizada no dia 21 de março, se comprometendo a repassar os créditos retidos do ICMS e incluir a empresa no Programa Desenvolve Bahia, o que reduziria parte da carga tributária. Mas, o apoio do governo não estar sendo suficiente para manter a mineradora operando. “Foi falado que a empresa está tentando de todas as formas viabilizar o negócio, mas depende de muitos fatores. Exemplo; o acordo coletivo, a invasão dos sem terras e a negociação com a Codeba, São pontos que precisam ser resolvidos”, disse um dos trabalhadores ao GIRO. Atualmente a Mirabela emprega cerca de 350 funcionários diretos. Todos deverão comparecer nesta quinta-feira (06) para assinar o aviso prévio que será trabalhado. Em contato com um dos representantes da mineradora, a reportagem do GIRO foi informada que a empresa continua lutando para evitar o encerramento das atividades. A queda do valor do níquel, comercializado nesta quarta-feira por U$ 3,85 (a libra do minério) e o baixo valor do dólar são outros motivos para o provável fechamento da mina. Caso a empresa deixe de operar na extração do minério, segundo o presidente da CDL de Ipiaú, deixarão de circular no comércio local, mensalmente, cerca de R$ 1 milhão. 

(Giro em Ipiaú)
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário