Sandro Regis critica Rui Costa por não defender manutenção da Ceplac

O decreto que transforma a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) em um departamento vinculado ao Ministério da Agricultura acendeu a polêmica no meio politico. Assinada pela ministra Katia Abreu –prestes a ser expulsa do PMDB -, a mudança foi publicada no Diário Oficial da União na sexta (1º). O líder da oposição na Assembleia Legislativa, Sandro Regis (DEM), afirma que a decisão vai prejudicar a região cacaueira na Bahia.
Segundo ele, o governador Rui Costa não moveu uma palha para evitar que o decreto fosse assinado. “Ele é do mesmo partido da presidente, existe uma bancada federal que defende a permanência de Dilma e se esquece de defender a Bahia. Isso é um golpe para a lavoura cacaueira”.
Ele lembrou que ainda na presidência de Luiz Inácio Lula da Silva havia a promessa de construir o PAC do Cacau. “Mas nunca saiu do papel”. Sandro Régis ainda ironizou o arregimento de sindicatos pelo PT para defender Dilma nas ruas contar o impeachment, mas “esquece de conversa com os sindicatos e associações rurais antes de tomar medias como a do Decreto que transforma a Ceplac e departamento”.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário