Dilma é notificada pelo STF para explicar por qual motivo chama impeachment de golpe


A situação de turbulência na carreira política da presidente afastada Dilma Rousseff teve um breve sossego. Nesta quarta (18), a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que Dilma seja notificada sobre interpelação judicial proposta por deputados que questionam o fato da ex-presidente classificar o processo de impeachment como “golpe de estado”. Dilma tem dez dias para se explicar.
Entre os deputados que fizeram o questionamento, estão: Júlio Lopes (PP-RJ), Carlos Sampaio (PSDB-SP), Pauderney Avelino (DEM-AM), Rubens Bueno (PPS-PR), Antônio Imbassahy (PSDB-BA), Paulo Pereira da Silva (SD-SP). Para eles a acusação de Dilma é algo de “gravidade ímpar, sobretudo, ao se levar em consideração a recente história nacional e as possibilidades de ruptura que declarações desse tipo podem trazer à sociedade brasileira”.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário