Sérgio Moro nega esfriamento das investigações e dispara: "Lava Jato não é um seriado"

SÃO PAULO - Em evento no fórum Veja em São Paulo, o juiz federal Sérgio Moro rebateu as acusações de que o ímpeto da Operação Lava Jato teria "esfriado" após o afastamento da presidente Dilma Rousseff. "A Lava Jato não é um seriado. A parte mais visível é a expedição de mandados de busca e apreensão, mas quando esta não ocorre, não significa que as investigações estejam paralisadas", afirma. 
Junto com Moro, no evento estava o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Luís Roberto Barroso, que respondeu a pergunta sobre as gravações de diálogos do ministro Romero Jucá para supostamente barrar o avanço da Lava Jato. Jucá teria dito nas gravações que são poucos os ministros do STF aos quais não tem acesso. 
"Uma pessoa no STF trabalha para a própria biografia, não para outros", disse, negando qualquer influência do governo no Supremo. 
Moro, por sua vez, respondeu que os juízes decidem de acordo com fatos e provas, independentemente da cor partidária.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário