Vereadores de Feira cometem gafe com projeto inexistente de Jean Wyllys


Pense num absurdo na Bahia tem precedente, já dizia Octávio Mangueira, ex-governador da Bahia. Para além do absurdo, a desinformação tomou conta da Câmara de Vereadores de Feira de Santana. Por lá, os vereadores usaram a tribuna para detonar um projeto de lei de Jean Wyllys que não existe. A gafe está estampada no blog de Lauro Jardim, de O Globo.

De acordo com o site da Câmara Municipal, pelo menos seis vereadores se pronunciaram contra um suposto projeto de lei de Wyllys que visava retirar da Bíblia textos considerados homofóbicos. Um adendo. O boato circula há tempos na internet, mas talvez seja a primeira vez que tenha "conquistado" uma tribuna.

No próprio discurso, o vereador Justiniano França (DEM) dá a pista do que poderia ser a contestação ao boato, contra o qual discursou como se fosse verdade:

“Quero parabenizar por essa abordagem nesta manhã. É um projeto natimorto, não tem Congresso que aprove, porque não foi o Congresso que estabeleceu a Bíblia.

Edvaldo Lima, do PP, informou que fará uma "moção de repúdio" a Jean Wyllys.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário