Juiz determina bloqueio de R$ 102 mi do PT e Vaccari


O juiz responsável pela Operação Custo Brasil decretou o bloqueio de R$ 102,678 milhões do PT, do ex-ministro Paulo Bernardo e do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso há mais de um ano na Lava Jato.


De acordo com a Folha, também foi determinado o bloqueio de bens do advogado Guilherme Gonçalves (R$ 7,6 milhões), do administrador Marcelo Matam (R$ 7,6 milhões), do petistas Carlos Gabas e do ex-secretário de São Paulo Valter Correia (R$ 7,2 milhões cada) e Paulo Teixeira (R$ 755 mil), do jornalista Leonardo Atuch (R$ 120 mil) e dos lobistas da Consugred Adalberto Wagner de Souza e José Silício (R$ 34,1 milhões).

De acordo com a publicação, os valores dizem respeito ao dinheiro que teria sido desviado do Ministério do Planejamento. No despacho, o juiz afirma que dois delatores diferentes apontam "Vaccari como uma espécie de mentor do esquema de desvio de dinheiro do caso Consist".
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário