Simões Filho: Otto diz que prefeito eleito foi financiado pelo tráfico

otto
Em discurso no plenário do Senado nesta terça, 4, o senador Otto Alencar (PSD) acusou o prefeito eleito da cidade de Simões Filho, Diógenes Tolentino de Oliveira, o Dinha (PMDB), de ter sua campanha eleitoral bancada pelo tráfico de drogas.
Dinha foi eleito com 59,33% dos votos válidos enquanto o candidato apoiado pelo senador no município, Jomar Paraky (PSD), ficou em segundo lugar com 28, 64% dos votos.
“Eu vi, com meus olhos, com clareza, a interferência direta do financiamento de algumas campanhas políticas, inclusive, em um município da Região Metropolitana de Salvador, Simões Filho, o chefe do tráfico de drogas ao lado do prefeito vencedor, financiando a campanha através do caixa dois, através da agiotagem e através da contravenção”, disse.
Para ele, a “agressividade do senador baiano e a tentativa de se criar um factóide é choro de perdedor”. “Não creio que o senador, em pleno equilíbrio, afirme que a população de Simões Filho apoiaria uma campanha política bancada com dinheiro ilícito. Certamente, ainda no calor de uma acachapante derrota sofrida nas urnas, o senador não mediu suas palavras e acabou sendo muito infeliz em suas colocações”, complementou o peemedebista.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário