ASPRA acusa prefeito de Bom Jesus da Lapa e Governo da Bahia de abandonar policial baleado


Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia, publicou um vídeo nas redes sociais na última sexta-feira, 27 de janeiro, denunciado o abandono que policial José Cardoso Pereira, que foi baleado no abdômen e na perna no último domingo, 22 de janeiro, durante uma tentativa de assalto em Bom Jesus da Lapa, no Oeste da Bahia. Segundo a denúncia, o único suporte que o Governo deu foi transferir o paciente de Bom Jesus da Lapa, em uma UTI Área para o Hospital Geral do Estado, em Salvador (veja o vídeo). “O colega não tem plano de saúde porque o Planserv cobre somente Salvador, enquanto o interior é desassistido. O colega permanece internado com um rombo na perna, ele toma 4 litros de sangue por dia”, disse. De Acordo com o denunciante, a esposa do policial dormiu o primeiro dia na porta do HGE. Ela só não dormiu o segundo dia porque uma pessoa se comoveu e deu abrigo. “Não tem nenhum funcionário do governo dando suporte ao policial e sua família”, comentou. A ASPRA ainda comentou a nota emitida por Eures Ribeiro (PSD), alcaide da Capital da Fé, na qual garantiu todo suporte ao policial. Ao lado da esposa do PM ferido, o interlocutor disse que Ribeiro não colaborou com nada. “A não ser as falácias do gestor, até agora ninguém recebeu [apoio] do gestor. O apoio que a família recebe é da ASPRA”, concluiu. 

Folha do Vale
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário