Baiana é alvo de perseguição no BBB17

Em apenas três dias de confinamento, os Big Brothers já elegeram um alvo para críticas. No BBB17, a baiana Gabriela Flor tem sido perseguida na casa. Primeiro, a dançarina de Porto Seguro foi chamada de mal humorada por Antonio e Mayara. Vários internautas afirmam que a mineira teria dito que, caso Gabriela chegue para conversar com ela procurando confusão, vai mandar a bailarina "alisar o cabelo". Depois, foi a vez de Antônio também fazer um comentário maldoso sobre Gabriela. "Ela é baiana, pode ser macumbeira", disparou ele, causando ainda mais polêmica. 
Nesta quinta, 26, Gabriela Flor desabafou com Roberta e as gêmeas Mayla e Emilly sobre a forma como acorda, o que tem causado uma situação complicada. A leonina disse que não é nada pessoal, que é só seu jeito e se tiver algum problema com alguém faz questão se chamar para conversar e resolver. "Não gosto de fofoca", disse ela. Na manhã desta sexta,  Gabriela Flor se emocionou ao falar com o gêmeo sobre religião. "A última coisa que eu faria na minha vida é magoar qualquer pessoa com relação a religião", disse a sister. 
Com Mayara como líder, a baiana está na mira para o primeiro paredão.  Mas o público tem tomado partido de Gabriela Flor nas redes sociais. O caso com Mayara  foi parar nos trending topics e gerou até um "momentos" no Twitter do Brasil. Se a bailarina souber usar a perseguição a seu favor, pode lhe render vida longa no programa.  Listamos cinco brothers que também foram perseguidos em suas participações no reality da Globo. Dois deles são baianos. 
Perseguido desde a primeira semana do BBB5, Jean Wyllys foi revertendo o jogo a seu favor ao longo do programa.  Primeiro intelectual a participar do reality, o professor universitário foi pivô do grande racha que dividiu a casa. Suas qualidades de líder — costumava comandar as compras e a produção na cozinha — além da boa relação com as mulheres, deixaram o médico Rogério e seus comandados (PA e Giulliano) incomodados. Denominado de “Gigantes”, o grupo tramou para que o baiano tivesse seis votos.  Na ocasião, o baiano de Alagoinhas assumiu publicamente ser gay e disse estar sendo vítima do preconceito dos outros brothers. Com uma diferença de apenas 0,98 ponto percentual, ele venceu a estudante Juliana.
Em minoria, Wyllys voltou a ser indicado no segundo paredão, desta vez com sete votos. No dia da disputa, vestiu branco e evocou a força de São Jorge e dos orixás para vencer Marcos, que havia entrado na casa por sorteio. Depois, Jean recebeu apoio de Grazi e Pink e um pedido de desculpas de Giulliano. Na semana seguinte, quando a pernambucana foi emparedada, o baiano tomou as dores da amiga e passou a organizar a resistência do grupo batizado de Defensores, que já contavam com o apoio de Sammy. A partir da quarta semana, a sorte também resolveu ajudar: Grazi, Jean e Pink conquistaram três lideranças consecutivas, eliminando Giu, Rogério e PA.
Daí, vieram mais paredões na sexta, décima e penúltima semana. Em todos, Jean Wyllys sambou e só saiu da casa com o prêmio de R$ 1 milhão. "Quanto a você, Jean, esse país, para mudar, precisa de três coisas: educação, educação e educação. E você é a prova disso. Saiu da pobreza buscando informação. Depois que você passou do primeiro paredão, houve o primeiro momento-chave deste jogo: quando a líder Grazielli indicou Giulliano. O segundo foi a prova do líder em que todos permaneceram vendados, vencida por Jean. O teceiro momento-chave é agora, porque quem venceu com 55% dos votos foi Jean Wyllys", anunciou Bial, na final do reality.  
No BBB12, Jakeline Leal, a Jaki do Galo, não teve a mesma sorte do conterrâneo. Já na estreia do programa, a baiana de Feira de Santana quase chorou ao falar de Fabiano, seu galo de estimação. “Ele é aleijadinho, coitado. É cheio de dedos a mais, tem uma perna diferente da outra... E quando canta é horrível. Ela sempre escolhe as piores coisas (risos)! O que tem de pior, ela escolhe! E assim foi com o Fabiano. Quando ela bateu os olhos nele quis trazê-lo para casa”, disse dona Leide, mãe da participante. Indicada para o paredão de estreia, ela eliminou Analice. Mas não demorou para que os brothers emparedassem a estudante novamente. Na disputa acirrada com Renata, Jakeline saiu perdendi com uma diferença de apenas 0,94. Fora da casa, a sister mudou completamente de vida. Depois da morte de Fabiano, ela virou vegetariana e perdeu 17 kg.
Falastrona, barulhenta e briguenta, Solange era alvo frequente de críticas no BBB4. Durante sua passagem pela casa, a mulata falava errado e era constantemente corrigida pelos companheiros. Os BBBs também se irritavam quando a moça, desafinada, começava a cantar.
Sol deixou uma cena para ninguém esquecer e se tornou a musa do ‘Iarnuou’. Quem não lembra da frentista cantar incansavelmente We are The world, composição de Michael Jackson e Lionel Richie, em uma prova de lideraça?  Com um jeito invasivo, vaidoso e arrogante, ela transformou a empatia do público em rejeição. Sol entrou no reality pelo voto do popular e saiu com o segundo maior índice de rejeição da edição, 79%. 
Apesar de baladeira, despachada e superanimada, Paula Leite foi quem mais sofreu com bullying no BBB1. Já na primeira semana, a estudante de Roraima ganhou o apelido de Jabulani, nome da famosa bola de futebol da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Paulinha tentou mostrar naturalidade ao ouvir o apelido, mas não gostou nada do tratamento. Ao longo do jogo, a indecisão de Paulinha começou a pesar contra ela. Os questionaram com quem estava a lealdade de Paulinha – em uma das brigas mais feias da edição, Diogo acusou a sister de ser falsa. Isso foi um fator decisivo na queda de popularidade da sister, que foi eliminada com 63% dos votos num paredão triplo. Fora da casa, ela mudou de hábitos e revolucionou sua vida no quesito peso. Engordou, emagreceu, colocou silicone, fez vibrolipo nas costas e perdeu 44 quilos, se transformando em musa e estilista fitness. Ela pode não ter ganhado o prêmio do reality, mas é uma mulher de sorte: já acertou 24 vezes na loteria.
No BBB14, Letícia teve o amor e o ódio dos participantes da casa. A mineira foi eliminada no 9º Paredão da edição, depois de começar despertando a admiração dos colegas de confinamento, principalmente os representantes da ala masculina. No final do programa, a bela alimentava a ira da maioria dos participantes. A ex-sister se envolveu em um triângulo amoroso entre Angela e Junior, “cozinhou” Rodrigo e Marcelo, como definiram os demais jogadores, e foi muito questionada por dizer uma coisa e fazer outra no reality.

Ibahia
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário