Marcos Aurélio deixou mais de 1 milhão em caixa; Gestão Ana decreta emergência financeira

Resultado de imagem para marcos aurélio ibirataia

O ex-prefeito de Ibirataia, Marcos Aurélio (PP), deixou a Prefeitura no último dia 31 de dezembro com R$ 1,2 milhão em caixa. O valor é referente a recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e também de convênios firmados pela gestão municipal. A administração de Marcos Aurélio, que não conseguiu a reeleição, foi uma das mais elogiadas do estado e também deixou o município apto a receber convênios. “Acreditamos que demos a nossa contribuição não apenas executando obras e honrando os compromissos com servidores e fornecedores. Deixamos um legado de seriedade, transparência e respeito com a coisa pública”, disse o ex-gestor, lembrando que os recursos que ficaram disponíveis ajudarão no início do mandato da prefeita eleita Ana Cléia (PSD). Enquanto o bom exemplo vem de Ibirataia, em outras cidades da região, como Gongogi e Ubaitaba, Sapão (PDT) e Bêda, respectivamente ex-prefeitos dos citados municípios, deixaram débitos milionários com servidores e credores. 

Decreto de Emergência Financeira


Após receber o município com mais de 1 milhão em caixa, a prefeita atual de Ibirataia, Ana Cléia decretou na semana passada, sexta-feira (6), estado de emergência financeira e administrativa por 60 dias, podendo ser prorrogada pelo mesmo prazo. No documento, a gestão informa que serão suspensos pelo período estabelecido os pagamento de empenhos, contratos e convênios firmados por outros gestores anteriores.

Os serviços de saúde, educação e limpeza urbana que necessitam de pessoal e de veículos foram adotados e executados sem processos licitatórios conforme a prefeitura.




Ibirataia Notícias
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário