Com dívida de R$ 32 milhões, hospital de Base de Itabuna decreta emergência


O Hospital de Base de Itabuna, no sul da Bahia, passa por uma grave crise financeira e declarou situação de emergência na segunda-feira (6). O decreto foi publicado no Diário Oficial do Município. O documento foi elaborado pela Fundação de Saúde de Itabuna. Hoje o hospital tem uma dívida de cerca de R$ 32 milhões. O prejuízo foi acumulado ao longo dos anos.

Em 2008, o débito anual foi R$ 191.636,05. Em 2016, o débito anual passou para R$ 4 milhões.Para enxugar a folha de pagamento, cerca de 200 funcionários foram demitidos do hospital em janeiro deste ano. A unidade reduziu a quantidade de funcionários de 750 funcionários para 550. O pronto socorro do hospital costuma ficar lotado, com média de 150 atendimentos por dia e cerca de 5 mil por mês.

A unidade atende 139 municípios. Com a crise, o medo da população é que falte atendimento. De acordo com o presidente interino do hospital, que assumiu a cargo há seis dias, José Orleans do Nascimento, o problema é que os fornecedores estavam há mais de 90 dias sem receber pagamento. Há pelo menos nove anos, as despesas do hospital são maiores que a receita.

No entanto, o presidente garante que essas ações não afetaram o atendimento e que as equipes estão completas. “Os serviços não foram suspensos. O hospital foi encontrado sem medicamento, mas com a medida de emergência, ninguém morreu por falta de atendimento e medicamento”, afirma.

INFOSAJ
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário