Ana Cléia é chamada de 'memória curta' pelo ex-prefeito sobre caso do INSS

Resultado de imagem para marcos aurélio ibirataia
Foto: Arquivo pessoal

O ex-prefeito Marcos Aurélio (PP) quando assumiu a prefeitura Municipal de Ibirataia, ao lado da atual prefeita Ana Cleia Leal (PSD) em janeiro de 2013, os munícipes e toda região conheciam a difícil e caótica situação em que foi encontrado o município, a começar pelas instalações físicas, frota de veículos sucateados, ausência de informação no sistema da prefeitura, além do nome da cidade sujo nos órgãos governamentais, índices baixíssimos de educação, débitos com servidores, com Embasa, Telefone, Coelba, etc.

A respeito do INSS, o prefeito Marcos Aurélio encontrou uma dívida altíssima quando assumiu o município, chegando próximo dos R$ 40 milhões de reais (Ver Débito) e depois de consolidada a dívida beirara os R$ 45 milhões. Tem ex-prefeito e prefeita esposa de ex-prefeito que tem a mente curta e não se recorda que quando administrou o município não pagava INSS. Estamos falando do ex-prefeito Júlio Leal, que administrava sob efeito de liminar contra a Previdência Social, e que quando entregou a prefeitura ao ex-prefeito Jorge Fair, tinha mais de R$ 25 milhões de débito com o INSS. É importante lembrar, também, que Jorge Fair administrou parte de seu mandato sob efeito de liminar.


Portanto, é pertinente lembrar que os valores encontrados de INSS da Administração do ex-prefeito Marcos Aurélio estão parcelados e a dívida regularizada, cuja gestão anterior após realizar os parcelamentos não teve nenhum problema em requerer Certidão Negativa do INSS, documento de extrema importância exigida para quaisquer tipos de convênios com o estado e a união. Lembrando que Marcos Aurélio devido a péssima situação em que encontrou o município só conseguiu regularizar cerca de dois anos depois.

Outrossim, quanto aos débitos citados pela atual prefeita Ana Cleia Leal (Ver Matéria), são diferenças que surgem quando do fechamento das folhas, além de culminações de períodos anteriores (gestões passadas), que rotineiramente precisam de regularização. “Acho importante a prefeita ter consciência e divulgar a informação, porque a população está atenta e acompanhará os pagamentos das guias mensalmente no sistema da Previdência para não acontecer como na gestão do seu esposo Júlio Leal, que deixou uma enorme dívida que passava da casa dos 25 milhões de reais em 2004”, disse o ex-prefeito, Marcos Aurélio. 

“Assumi o município de Ibirataia e nunca andei me lamentando pelos cantos, levantei a cabeça e busquei regularizar tudo para não prejudicar a população. A prefeita precisa assumir o papel de gestora e começar a gerir as adversidades do município, que por sinal quase a maioria absoluta foram herdadas de gestões passadas, inclusive do seu esposo Júlio Leal, que além de não pagar o INSS ainda deixou inúmeras dívidas judiciais que abarrotaram a fila de precatórios, e que honramos os pagamentos rigorosamente, embora tenham sido contraídos em outras gestões”, finalizou o ex-prefeito Marcos Aurélio.

*Informações do Tesouras Notícias
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário