Cargos Comissionados, Um Exército da Corrupção

Foto: Reprodução

As nomeações de pessoas investigadas e condenadas em processos judiciais para os cargos comissionados no município de Ibirataia, se tornaram uma crescente nos últimos dias.  A prefeita no uso de suas atribuições, nomeou um grande número de servidores participantes de outras gestões que já foram ou ainda são investigados em esquemas fraudulentos.
Entre os selecionados pela prefeita Ana Cleia Leal (PSD) para compor o seu quadro de confiança, estão Maria Emília, Evaldo Reis, Júlio Leal, Cidy Clei Câncio, Edmilson Reis de Moura (Babil) e Acles do Carmo.

NOMEADOS:

Maria Emília Brito Costa Silva
Foi secretária de Educação à época de 2006/2007, gestão Jorge Fair, teve os bens bloqueados ajuizado por ação de improbidade administrativa. O TCM identificou que ela e mais quatro utilizaram-se de diversos mecanismos ilícitos a fim de possibilitar a saída irregular de recursos, tais como a simulação de pagamentos a professores e empresas, mediante a interposição de recibos e notas fiscais falsas, o que possibilitava o desvio dos recursos do Fundeb em benefício do prefeito e de terceiros. Atualmente, "Emília" ocupa a vaga de Coordenadora de Logística e Apoio Institucional.

Evaldo dos Reis Batista foi ex-coordenador de Recursos Humanos e também teve seus bens travados pelo mesmo motivo de Maria Emília citada anteriormente.
(ATUALIZAÇÃO: EMBORA DIVULGADO, NÃO FORAM ENCONTRADOS DECRETOS QUE NOMEIAM O SENHOR EVALDO PARA CARGO COMISSIONADO, APESAR DE TER SIDO RÉU NO PROCESSO). Atualizado em: 06/02 - 11:03h.

Cidy Cley Câncio e Lima  
Atualmente nomeado como Coordenador de Planejamento, Avaliação e Controle da Saúde. Cidy teve seus bens bloqueados também na Gestão Jorge Fair, por ato de Improbidade Administrativa movida pelo Ministério Público Federal em sua passagem como Secretário de Saúde. A CGU encontrou irregularidades na aplicação dos recursos federais oriundos do Piso da Atenção Básica (PAB) referente aos anos de 2007 e 2008. Dentre as irregularidades, apontou conluio entre empresas distribuidoras de medicamentos, fraude e simulação nas cartas convites, e aplicação indevida e desvio de finalidade dos recursos do PAB.

Edmilson Reis de Moura
Apontado como participante do conluio entre empresas distribuidoras de medicamentos, fraude e simulação nas cartas convites, e aplicação indevida e desvio de finalidade dos recursos do PAB. 
Atualmente, Primeiro Membro da Comissão de Licitação.

Acles do Carmo Silva
Apontado como participante do conluio entre empresas distribuidoras de medicamentos, fraude e simulação nas cartas convites, e aplicação indevida e desvio de finalidade dos recursos do PAB. 
Atualmente, nomeado a Administrador do Setor de Cadastro de Imóveis Urbanos.

Júlio Leal ex -prefeito e esposo da Gestora
Ocupa a Secretaria de Governo respondendo a aproximadamente 17 processos no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) cujas condenações ultrapassam, em valores atualizados, R$ 1 milhão de reais, mais precisamente R$ 1.156.500,00. O TCM condenou Júlio por diversas irregularidades quando geriu o município de Ibirataia entre os anos de 2001 e 2004 por desvios de verbas.

Existem muitos casos de corrupção no município e, não se pode afirmar que a corrupção é menor por se tratar de interior. Ibirataia possui alta movimentação de valores. Porém, devido à falta de transparência, ausência dos órgãos de controle e do apoio público, tornam-se esquecidos. O MPF tem investigações em todos os municípios baianos, lógico que alguns em menor escala.

Todas as publicações referente as nomeações, constam no AIRDOC, Diário Oficial do Município e podem ser consultadas facilmente na Aba Diário Oficial, aqui no blog.
Informações coletadas do Ubatã Notícias, Bahia Notícias, Correio 24 horas, TCM e CGU.

Ibirataia Notícias
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário