Médicos da Maternidade abandonam plantão por falta de pagamento


Foi informado na tarde desta quarta-feira (01) que dois médicos da Fundação Aurelina Virgília Fair, sendo que um abandonou o plantão no dia de ontem (31/01) por falta de pagamento, onde alega que tem pra receber da entidade a quantia de aproximadamente R$ 20 mil reais. Já uma outra médica não compareceu no plantão desta quarta-feira (01), também por falta de pagamento e alega ter quase R$ 10 mil reais para receber da Maternidade. Ainda de acordo informações, as duas fundações de saúde do município: Maternidade Aurelina Virgilia Fair e Fundação Hospitalar de Ibirataia, até o presente momento não recebeu o repasse da Prefeitura Municipal referente ao mês de dezembro/2016. Vale lembrar que na gestão anterior do prefeito Marcos Aurélio, os valores das AIHs eram repassados até o dia 20 de cada mês. As fundações estão aguardando mais que urgente os repasses para realizarem seus pagamentos e quitarem suas despesas. 

Matéria Atualizada em 02/02/2016

Em contato com Alexandro Miranda, ex-secretário de saúde da gestão do ex-prefeito Marcos Aurélio, fomos informados que o repasse para as fundações de saúde (Maternidade e Fundação Hospitalar) realizado em Dezembro/2016, foi referente a competência de Novembro/2016. Pois, conforme determina o Manual do Sistema SIH/SUS, os procedimentos realizados em um mês somente serão processados e pagos no mês seguinte, por esta razão torna-se impossível seu pagamento dentro do mesmo mês, quem trabalha no faturamento hospitalar sabe muito bem disto, Alexandro Miranda ainda destacou, que muito embora o município tenha celebrado com as Fundações de Ibirataia contratos administrativos, (através de chamada pública), estes contratos assemelham-se e submetem-se aos regimes e critérios das contratualizações, que traz como escopo (objeto), formalizar a relação entre gestores públicos de saúde e hospitais integrantes do SUS, com o estabelecimento de compromissos entre as partes, e, por esta razão não se configura como uma obrigação objetiva do município, exceto se este apresentar atrasos no pagamento de mais de uma competência, o que não é o caso. Portanto, é de RESPONSABILIDADE da prefeita Ana Cleia Leal fazer o pagamento dos valores do mês de Dezembro/2016 às Fundações Públicas de Saúde do município. 


Informações do TN.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário