Medicamento de alto custo é disponibilizado gratuitamente no Martagão Gesteira


Utilizado na prevenção de infecção respiratória grave, causada pelo vírus Sincicial, mais comuns em bebês com nascimento prematuro, o Hospital Martagão Gesteira passa a oferecer através do SUS, em parceria com o Governo do Estado, o Palivizumabe, medicamento de alto custo.

A infecção costuma tingir também, crianças com até 2 anos com doença pulmonar crônica da prematuridade ou doença cardíaca congênita com repercussão hemodinâmica.

Para ter acesso gratuitamente à medicação, é necessário ter a solicitação do médico através de um formulário especifico, junto com documentos de identificação da criança e responsável, cartão do SUS e termo de responsabilidade.

O agendamento no Martagão Gesteira funciona às segundas-feiras, na farmácia da oncologia do Martagão, onde o farmacêutico responsável analisa a solicitação e os documentos da família e autoriza o agendamento. Já a administração do medicamento é feita às quintas-feiras, de 8h às 12h, no ambulatório do hospital. Serão beneficiadas com a medicação 10 crianças por semana.

*Sobre o Palivizumabe*

O palivizumabe (medicamento) é uma imuniglobulina que apresenta atividade neutralizante e inibitória contra o vírus VSR. A recomendação é que a primeira dose seja administrada antes do período sazonal do vírus (que é variável no Brasil, porém, no Nordeste, vai de março a julho), ou seja, em fevereiro.

O intervalo de administração de doses é de 30 em 30 dias durante o período sazonal. Já a quantidade de doses por criança varia de acordo com o mês que ela tomar a primeira dose. O fornecimento da medicação vai até o dia 30 de julho.

Recomendações 

Recomenda-se que a criança esteja estável sem doenças infecto-contagiosas para receber a medicação. Após cada administração, ela fica em observação por até 30 minutos para descartar riscos de alergia. As recomendações pós administração são as mesmas pós vacinação: observar surgimento de alergias, febre e reações locais.

Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário