PMs e Governo do Espírito Santo fecham acordo para acabar com a paralisação

Reprodução.


Associações de militares e Governo do Espírito Santo entraram em acordo para o final do movimento que tirou das ruas os policiais e bombeiros militares do Espírito Santo. No documento, fica previsto o retorno para este sábado as 7h, com todos os batalhões e quarteis liberados. O Governo do Espírito Santo não atendeu ao pedido de reajuste, mas ficou de apresentar uma proposta de reajuste no final de abril deste ano, caso a apuração das contas públicas e os resultados fiscais do estado, permitam. Este índice também seria oferecido a outras categorias do serviço publico estadual. Nesta sexta, a Secretaria de Segurança Pública informou que 703 PMs foram indiciados pelo crime militar de revolta, que prevê de 8 a 20 anos de prisão. Esses policiais deixarão de receber salário e escalas extras desde o sábado passado (4) até o momento em que voltarem a trabalhar. O Estado tem cerca de 10 mil PMs.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário