Pai mata a própria filha por não aceitar fim do relacionamento com a mãe da menina

Dayanne Mariano de Azevedo e Silva. Foto: reprodução/Facebook
Um homem matou a própria filha, noite desta terça-feira (21), na Baixada Fluminense, por não aceitar o fim do relacionamento com a mãe da menina.

Dário de Oliveira e Silva, 70, era agente penitenciário aposentado. Ele era casado e tinha um caso extraconjugal com a mãe de Dayanne Mariano de Azevedo e Silva, de 13 anos. Dário matou Dayanne com um tiro na cabeça e, posteriormente, se enforcou.

Os corpos foram encontrados pela mãe da menina, que faria aniversário nesta quarta-feira (22).

“Ele disse que ela não iria comemorar o aniversário dela e que lembraria a vida toda do que ele iria fazer”, disse o delegado Evaristo Pontes, da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), que investiga o caso.

Há cerca de três meses a mulher tinha terminado o relacionamento e vinha recebendo ameaças do ex.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário