Relembre as principais ações dos 100 dias do governo de Ana Cléia

FOTO: Reprodução//

Em mais de três meses de gestão da prefeita Ana Cléia em exercício, mostra que a executiva adotou medidas destrutivas para desequilibrar as contas públicas e retomar a decadência da economia ibirataense; confira as principais regressões nas áreas do governo.

Nos primeiros 100 dias de Governo, Ana, adotou medidas de cancelamento nos enquadramentos dados aos professores por outras gestões, revogou decreto derrubando quase metade das licenças prêmios dadas anteriormente, decretou estado de emergência financeira, mesmo tendo recebido o município com mais de R$ 1 milhão de reais em caixa, contratou empresas da região sem processos licitatórios, cujos valores somados ultrapassam os R$ 1,2 milhão, nomeou o esposo afrontando a Súmula Vinculante nº 13, abandonou as obras de manutenção das estravas vicinais, nomeou mais de 20 pessoas para cargos de direção escolar em 24 horas, emitiu inúmeras publicações com erros no diário oficial municipal, suspendeu da manutenção da iluminação pública, partilhou o cascalho de Ibirataia com o município de Ibirapitanga, deixou faltar cursos de capacitação para os novos contratados e suspendeu o atendimento na CRECHE AUGUSTA ROCHA DE OLIVEIRA no bairro Robson Marques Fair. 

Diante dos acontecimentos, o governo Leal tem mostrado desinteresse pelo apoio à população e vem contribuindo para o aumento do desemprego e enfraquecimento dos programas sociais. Os Programas Moradia Digna e Internet na Praça foram suspensos, não houve acordo para a prefeitura apoiar a Associação dos Artesãos de Ibirataia que é uma organização provedora de cursos gratuitos para pessoas ociosas ou desempregadas, não está entregando cestas básicas para a população carente, as obras de limpeza no Rio da Formiga só aconteceram nas primeiras semanas de gestão, as unidades de saúde ficaram parte dos meses iniciais sem abastecimento de medicamentos e outras até paralisadas sem previsão de serem retomados os atendimentos (PSF Zélio Machado, no bairro João Paulo - Portal). Muitas famílias que precisam de atenção, passaram a não ter prioridades nos serviços oferecidos pela prefeitura.

Na educação, o governo iniciou as reformas das escolas municipais quase no período de início do ano letivo com os alunos em sala de aula e não tem enviado a merenda escolar para os estudantes. Em campanha, a prefeita garantiu ainda total apoio à realização da fanfarra que antes era considerada um sucesso dentro e fora da cidade e agora só deixa um legado, pois encontra-se totalmente desativada.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário