Ipiaú: Jovem que sofre de gigantismo ganha casa doada pelo Rotary

Rodrigo tem 18 anos e mede 2,20m de altura (Fotos: Giro Ipiaú)
O jovem Rodrigo Santos Mota, 18, vítima de gigantismo, recebeu na manhã desse domingo uma casa doada pelo Rotary Ipiaú Vale dos Rios. O imóvel localizado na Rua Edvaldo Barbosa, bairro Santa Rita, possui dois quartos, uma cozinha, banheiro e uma área de serviços. A casa será habitada por Rodrigo, a mãe e um irmão. Segundo informou Rita da ZVR, presidente do Rotary Clube Ipiaú, os fundos para a construção do imóvel foram adquiridos por meio de uma festa beneficente. “A construção dessa casa é resultado de uma das festas de aniversários da ZVR, e, como eu sou rotariana, resolvemos doar para o Rotary. A gente já fazia um trabalho aqui no bairro há cerca de três anos. De início, pretendíamos fazer algo com essa casa, tipo um posto, mas nos sensibilizamos muito com o caso de Rodrigo e decidimos doar para ele e sua família”, revela Rita. A solenidade de entrega do imóvel novo contou com as presenças de vários integrantes do Rotary e do Padre Márcio Luciano. “Estou muito feliz e quero agradecer a todo mundo que vem me ajudando com as doações”, agradeceu Rodrigo.
Estado de saúde
Segundo informou Thais Cerqueira, seu primo continua sendo submetido a vários exames em Salvador, mas o tratamento para combater o crescimento desordenado ainda não teve início. “Os médicos dizem que primeiro precisam localizar o tumor. Existia a suspeita que fosse na cabeça, mas os exames não diagnosticaram. Agora estão sendo realizados outros exames para ver se localizam, e só depois daí, para começar o tratamento”, revelou Thais. O jovem está sendo acompanhado por médicos do Hospital das Clínicas e do Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia (Cedeba) em Salvador. Segundo a família, são realizadas de três a quatro visitas mensal à capital baiana. A Secretaria de Saúde do município tem dado o apoio logístico. A boa notícia é que Rodrigo parou de crescer nos últimos meses. Ele permanece com os dois metros e vinte centímetros de altura.
Estudando e fazendo amigos
Rodrigo contou ao GIRO que voltou a estudar. Ele tinha abandonado os estudos ano passado no município de Ibirapitanga, onde morava com os pais. O motivo principal da desistência na época, foi o bullyng que sofria por parte dos colegas. Desde então, passou a viver com a avô e os primos no bairro Euclides Neto em Ipiaú. Ele revela que apesar de ainda sofre bullying de uma minoria dos estudantes do Colégio Miguelão, já adquiriu muitos amigos na unidade de ensino. “Sonho agora em continuar estudando e chegar a fazer uma faculdade”, revelou ao GIRO.
Caso do jovem 'gigante' foi publicado pelo GIRO em setembro do ano passado.
A mãe de Rodrigo, Luciene Cerqueira dos Santos, fez questão, de mais uma vez, agradecer às pessoas que fizeram e vem fazendo doações. “Se não fosse Deus e a ajuda das pessoas de bom coração, não sei o que seria da gente”, disse. A família disponibilizou os telefones de contatos (73) 3531- 6721 e o 98819-1992 – celular e whatsapp, para às pessoas que quiserem ajuda-lo nos próximos exames a serem realizados, que segundo informou Thaís, custam em torno de R$ 370,00. O caso de Rodrigo, publicado em setembro do ano passado no GIRO IPIAÚ, ganhou repercussão na Bahia, em várias partes do Brasil e até em países da Europa (França e Inglaterra). A família dele diz está confiante em um final feliz nessa história de muita luta, fé, bondade e perseverança.  (Giro Ipiaú)
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário