Greve dos Vigilantes é mantida; nova reunião está marcada para terça-feira (6)

Greve afeta principalmente o atendimento bancário (Foto: Reprodução)

Os sindicatos dos Vigilantes e Empresas de Segurança Privada (Sindesp) se reuniram, na tarde desta quinta-feira, 1º, no Ministério Público do Trabalho (MPT), mas não chegaram a um acordo. Um novo encontro foi marcado para terça-feira, 6, novamente no MPT, às 9h. Segundo a categoria, nenhum empresário compareceu à assembleia, enviando apenas, como representante, seu advogado. Quatro procuradores da Justiça também participaram da negociação. A categoria está em estado de greve desde o dia 23, após não ter suas solicitações atendidas. Eles pedem reajuste salarial de 7%, tíquete-refeição de R$ 20, cotas para as mulheres de 30% por posto de trabalho e piso salarial de R$ 1.500. Os atendimentos em agências bancárias, no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e em museus do estado estão suspensos em decorrência da paralisação, que, segundo os vigilantes, teve adesão de 65% dos trabalhadores.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário