Ibirataense é preso ao furtar mala e reclama que não terá tratamento igual ao de Geddel

Ação foi flagrada pelo circuito interno de câmeras de uma loja (Foto: Giro Ipiaú)
Mateus Souza, de 40 anos, natural de Ibirataia, foi flagrado pelo circuito interno de câmeras da loja Hiper do Lar, na praça Virgílio Damásio em Ipiaú, furtando uma mala de viagem no valor de R$ 195,00. Mateus foi localizado pela Polícia Civil em uma pousada no centro da cidade. No local, os policiais recuperaram a mala e algumas bermudas tactel novas. Ele assegura que as peças de roupas foram compradas em Vitória da Conquista. A mala seria usada para viagem ao litoral ilheense.

Imagem da prisão no dia anterior ao novo furto (Foto: Giro Ipiaú)
Ele foi liberado da delegacia de Ipiaú, por volta do meio-dia dessa quarta-feira (06), e em menos de duas horas voltou a prática da criminalidade.
Ele furtou uma mala duas horas após ser liberado da delegacia por furtos (Foto: Giro Ipiaú)
Ao blog Giro em Ipiaú, Mateus afirmou que o furto dessa quarta-feira foi “um momento de fraqueza”. No dia anterior, ele teria dito na delegacia que está predestinado a ser ladrão. "Vou morrer assim, pois quando Jesus morreu ele apontou para dois ladrões”, em referência a um texto bíblico. Antenado nas notícias de corrupção no país, ele teria exclamado dentro da delegacia, nessa quarta-feira, na frente da proprietária da loja: “Geddel roubou um bocado e vai ficar no luxo, eu roubei pouco e vou ficar no desconforto”, murmurou. Vale ressaltar que a cadeia da delegacia de Ipiaú está interditada desde 2013, devido à falta de estrutura. Nossa reportagem manteve contato com o delegado titular de Ipiaú, Dr. Ivan Lessa. Ele informou que os prejuízos gerados aos estabelecimentos na terça-feira não afetaram com grandes perdas o patrimônio das vítimas. O delegado falou ainda que foi instaurado um inquérito regular que ele iria responder em liberdade, contudo, com o novo furto Mateus permanecerá preso. Ele é natural de Ibirataia, mas segundo informou na delegacia, reside em Vitória da Conquista. Os pais moram na cidade de Ubaitaba. *Com base em informações do Giro
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário